Image Map

NEW MUSIC

Nova música no blog ! 
Countdown da minha musa
inspiradora Beyoncé! 
Countdown é a música que estou ouvindo no momento e que vocês poderão ouvir no blog (já tá tocando), o ritmo é uma delicia, e Beyoncé como sempre arrasando, que voz! adoro o clipe figurino impecável e uma make linda, Beyoncé está uma bonequinha! 
A letra também é  uma graçinha.
Como diz mamãe Beyoncé em Countdown:
Amor é um (dez)
Nos vestimos ao (nove)
Ele me pegou, nós (oito)
Me fez sentir tão sortuda (sete)
Ele me beijou no seu (seis)
Nós fizemos amor em (cinco)
Ainda aquele com quem faço esse (quatro)
Estou tentando fazer um (três)
Daquele (dois)
Continua sendo o (um)
Logo mais texto inspirado em countdown e no amor.


"Garotas, se vocês amam seu homem mostre que você tem o melhor estilo,
Mande ver garota, mostre a ele como você faz". ( Beyoncé, Countdown)
INGRID CARVALHO

2

MELs, MeLs ...


Uma melissa me trouxe uma das melhores sensações do mundo, ganhei de meu namorado em meu aniversário, pense no que senti  ao vê-lo colocando-na em meu pé, juro inesquecível. Não pelo fato de tê-la ganho, mais pelo meu namorado saber de meus gostos e como me agradar. Hoje como ele mesmo já me disse uma vez, ele sabe o que é uma aranha, uma amazonista e varias outras que ele me ouve recitar em seus ouvidos, ou apontar aflitamente em uma vitrine e ouvir em resposta um: 
- muito bonita! Com um ar de interesse duvidoso.
Porém tenho a ligeira impressão que ele sabe que quando estou  com uma melissa  no pé me sinto mais feminina, talvez isso se compare a confiança que você sente ao usar um vestido ou uma calça que te caia bem, é algo que te levanta. Mas não me sinto só feminina me sinto mais sexy, sério  pensei em várias combinações de minha melissas com lingeries, combinações estas até hoje não testadas, mais quem sabe um dia...melissa é para qualquer estação, verão, inverno, primavera e outono então por que não seria  até para as situações mais picantes, seja em qualquer estação do ano.
Sendo assim seria a melissa plástico, apenas plástico?
Sonho de  consumo de patricinhas de plantão?
Não, não é! Cada mulher tem um xodó (lembrando xodó é diferente de obsessão), seja bolsa, roupas ou sapatos, no meu caso melissa. Quer ouvir um segredo que já não é mais segredo algum:
-Aquele cheirinho de chiclete é viciante. 

INGRID CARVALHO
2

Quase Casei


Sim eu casei.... pena que foi sonho.
Tive um sonho noite passada.
Era um sonho... mais não um sonho qualquer, era meu casamento. Nele tudo que eu sonhei se realizou ou quase para falar a verdade.
O noivo impecável no seu smoking com gravata borboleta, para minha surpresa, a gravata não era preta, era branca ou prata não me lembro bem, mais isso não interessa, pois lá estava ele me esperando no altar, pude ver em uma fresta de uma janela em quanto aguardava para entrar.
Os convidados pessoas amadas, e as mesas nem falo, uma maravilha, só não gostei dos guardanapos, eram brancos e deveriam ser pretos, as flores as mais linda do mundo, lírios, anêmonas, juro eu só chorava espiando tudo.
As daminhas de honra me surpreendi, tinha uma de branco e outra de preto lindas. Mas para meu horror lá estavam minhas madrinhas ao meu lado de pink, juro quando acordei pensei ainda bem que era sonho, mais quer saber até lá do mundo perfeito dos sonhos eu tava tão feliz que ela podiam tá de ver limão que tanto faria.
Bem só faltava uma coisa eu adentrar ao casamento, queria  tanto um espelho para ver meu vestido, mas não precisava pois o sonho era mais ou menos como um filme onde eu me via , mas somente o rosto. Quando eu ia vez o vestido.... pi pi pi  pi piiiiiiiiiii,  despertador.
Ahhhhhh tava tão bom, quem sabe um dia o sonho se torne realidade.

INGRID CARVALHO
1

VELHOS AMIGOS


Sábado é dia.

Dia de quê? 
Descobri  neste Sábado que ele é dia de rever velhos amigos, e de ouvir aquela frase: - Tá sumida.
Sábado é dia de rir das meninices da adolescência, dos amores possíveis e impossíveis, e da queda de um velho amigo de um banquinho da praça .
É dia de descobrir que seus velhos companheiros da quadra esportiva continuam com a mesma mania de investigar se na fonte da praça tem girinos, em quanto refrescam os pés ouvindo as minhas reclamações quanto a falta de educação.
Sábado é dia de dá uma caminhada no velho parque, coisa que a muito tempo na fazia com amigos dispostos a tudo para consegui uma manga verde para comer com sal. Sábado também é dia de olhar para aquelas plantinhas no chão é achar que são a sétima maravilha.
Sábado é dia de tropeçar e machucar o pé, nem sei como estou andando neste momento. Sábado é dia de prometer que farei uma caminhada todos os dias para perder uns quillinhos. Sábado também é dia de ouvir elogios fiu fiu...rsrsr
Foi muito bom revê-los, e quanto a mensagem que recebi no celular, fique tranquila amiga nossos laços continuarão fortes e eternos se Deus quiser, te adoro.
Ia esquecendo sábado é dia de descobri que não consigo mais acerta uma bola na cesta. Treinamento urgente, que vergonha. Como eu disse Sábado é dia.

INGRID CARVALHO
0

O que se espera de um homem


O que uma mulher quer de um homem? eu poderia dentro de meu amargor esmiuçar os defeitos de todos os homens, e falar-lhe dos erros. Mas como querer mudança se não aponto uma direção, se não o faço ver o que está no meu coração.
No fundo toda mulher espera de um homem mais do que a sua virilidade, espera mais do que seu apoio, mais do que simplesmente um toque, mais do que o desejo carnal. Ela espera que ele compartilhe o seu sentimento, suas lágrimas e sorrisos, que possa adentrar ao seu interior e sentir as suas carências, mas não fazê-lo por compaixão, mas sim porque é sensível a sua necessidade, por que a compreende, e sabe que no momento de uma briga, onde os atos mais insensatos são tomados, são apenas isso atos insensatos, que o amor que ela carrega por ele está lá, envolto em um momento de fúria, mas ainda está lá, pois se a cada briga nos julgarmos mortalmente ofendidos o amor nunca sobreviverá. 
Um homem precisa saber que a mulher às vezes é mais forte, porque ela não faz tipo para esconder o seu sentimento, ela chora sim, ao contrário de homens que consideram isso um ato de fraqueza, um homem que chora é um homem que mostra a sua mulher uma janela de seu coração, pois ela a sua mulher  não se envergonha de fazer a entrega do seu coração, ela acredita (embora duvidando) que haverá um homem que a fará feliz, e que esse homem é você, aquele que beija seus próprios braços e muitas vezes não compreende o que ela escreve! Ela vive a intensa busca de que encontrará a sua metade.
Para você entender uma mulher é preciso dentre tantas coisas, sentir mais, observar alguns detalhes que aos seus olhos passam despercebidos, uma mulher não quer um homem que espere a tempestade passar para falar e demonstrar que está ferido, ela quer alguem que enfrente com ela, que possa salvar ela dela mesma. Ela não está pedindo para você ser perfeito e frio num momento de turbulência, ela está pedindo e implorando para que você consiga controlar essa força da natureza chamada: mulher.
Está mulher não deseja ferir seu amado, mais em um momento de destempero, quer que seu homem entenda que naquele momento ela não foi o seu amorzinho de sempre, mas que ela voltará para ele e aprenderá com seus erros. Ela espera que seu homem tenha pulso forte, que sim, por mais machista que isso pareça, que a controle e se imponha.
O que uma mulher espera de um homem? É difícil saber, porque elas esperam demais, fantasiam muito. Ela ainda quer um príncipe encantado que cuide dela, o problema é se o príncipe não sabe lidar com ela. Mas ela sempre estará lá a sua espera todos os dias acreditando no amor dos dois, e esperando que ele também acredite. Espero um dia também preencher os desejos do homem de minha vida, mas para isso ele também precisará atender os meus, para que em fim possamos nos entender, mas para isso ele precisa por mais difícil  que seja: ACREDITAR.

INGRID CAVALHO.

 NÃO SE PODE MUDAR O QUE ACONTECEU MAIS SE PODE MUDAR O QUE IRÁ ACONTECER DAQUEI PRA FRENTE, A AUTORA DESTE TEXTO SÓ  TE PEDE UMA COISA: ACREDITE!
1

DAS CINZAS.

Em breve não estarei mais sem sorriso, sem alma!
Em breve escreverei, me ouvirei!
Em breve os sentimentos que foram roubados voltarão, e das cinzas reacenderão.
Em breve o que eu sinto agora se apagará.

Em breve quando?... só o tempo me dirá.
Tempo, tempo, tempo, tempo...o que usaremos pra isso
Fica guardado em sigilo.







       INGRID CARVALHO
0

Fim

Quem escreve tem sentimentos, por falta deles não escreverei mais.

FIM.
0

RESENHA: DIÁRIO DE UM ADOLESCENTE HIPOCONDRÍACO

TítuloDIÁRIO DE UM ADOLESCENTE HIPOCONDRÍACO
Autores: JOHN ASTROP, AIDAN MACFARLANE, Ann McPherson 
Gênero:  Literatura Juvenil 
Editora: EDITORA 34






TER UM ATAQUE AGUDO DE HIPOCONDRIA É ALGO TÃO RUIM ASSIM?




Todos passarão, estão passando ou irão passar por uma fase difícil na vida chamada: adolescência. e o personagem principal do livro Diário de um adolescente hipocondríaco está passando por este momento, seu nome é Peter e tem 14 anos, tem uma irmã mais velha de 17 anos chamada Sally e Susie sua irmã mais nova de 12 anos.
Peter seria um típico garoto inglês se não fosse por sua hipocondria, isto trás para o livro uma série de curiosidades, pois Peter é obcecado por descobrir mais sobre as doenças que supostamente o atinge. Peter ainda carrega dúvidas sobre sexualidade e sobre sua aparência, coisa que seu dicionário de medicina não consegue responder.
Dentre uma dessas coisas que nem um livro consegue explicar é a paixão que Peter nutre por Cila uma colega de escola. Os momentos mais tristes do livros estão relacionados a ela, pois Peter se ilude, se decepciona , sofre uma gama de sentimentos que devastam seu pobre coração adolescente.
O livro é hilário Peter sempre preocupado com as doenças mais impossíveis, invadimos a vida desde garoto, vislumbramos sua primeira penugem, o que ele chama de barba, seu primeiro beijo seus tombos de bicicleta.
O livro tem um caráter educativo, mais não é chato como o esperado para um livro de tal ramo, é divertido e cativante, Peter é cativante. E para as meninas que pensam que o livro ficará restrito as dúvidas dos meninos, estão muito enganadas, pois nosso querido Peter comete a travessura de ler o diário de sua irmã caçula Susie, e passa a conhecer as dúvidas e anseios de sua irmã sobre a primeira menstruação, o crescimento dos seios dentre outros.
Ponto negativo: Não tem! leitura fácil, narrativa envolvente e personagens interessantes, uma combinação perfeita.
O livro é uma graçinha, para quem tem filho adolescente super indicado, para quem é adolescente mais indicado ainda, e pra quem quer simplesmente rir hiper ultra mega indicado.

INGRID CARVALHO

CLASSIFICAÇÃO DO LIVRO


0

OS MESMOS OLHOS



Se há um ano atrás a menina o visse com os mesmo olhos que o vê hoje, ela lhe teria amado desde de o primeiro beijo.
Se ela, a menina de olhos cegos, tivesse visto mais do que a própria escuridão, ela o teria dado mais paixão.
Ela sempre soube que por ele era amada, não desperdiçou, foi ver no que dava tantos ditos de amor, e não se arrependeu, hoje ela o ama, sempre mais, muito mais, infinito como o universo é o seu amor.
Os olhos de seu amado são duas esferas redondas de cílios fartos, onde de dentro se derrama uma luz cálida, que as vezes tremula mais nunca encharca.
O amado desta menina tem um jeito peculiar, beija os próprios braços e  boceja sem parar.
Ele está casando, sempre cansado, e ela a reclamar. Ela pedi que ele durma, e ele nunca responde é pra já.
Ele sempre precisando dormir, ela precisando sonhar.
Ela gosta de chocolate e ele de coca-cola, ela o belisca e ele diz que adora.
E das rosas que ganhou, a menina guarda olhar e  o beijo do amado as lhe entregar.

INGRID CARVALHO

O blog voltou :) com tudo novo como podem ver !
3

SÓ EM NOVEMBRO!



Oi gente que segue este blog e aos visitantes anônimos!
Queria agradecer por sempre estarem lendo meus textos!! 
De coração mesmo!
Olha gente é com pesar que digo que o Blog irá ficar parado até o mês de Novembro, pois usarei este tempo para estudar muito mesmo, e terei que abrir mão do blog durante este período para alcançar meu objetivo! 
Mais como tudo não é só tristeZa continuarei a postar resenhas no blog LIVROS E FEITIÇOS onde faço parte de uma equipe de resenhístas lindas kkkk e que não poderei abandonar, pois é um compromisso sério que fiz com minhas amigas blogueiras da equipe LF.
então é isso....  e como uma bela adormecida o blog voltará a acordar em Novembro, até lá vou dormir um pouquinho u_u.

Agradeço todos os leitores, e digo até mais!
INGRID CARVALHO
2

ESTÚPIDO CUPIDO!



Ela com o rosto contrariado, lendo mais uma daquelas revistas adolescentes de como conseguir um namorado, se depara com letras rosas carrafais em sua revistinha semanal  "SE TUDO FALHAR APOSTE NO CUPIDO".  
Jogando a revista na cama ela declara:
- Cansei de santo Antônio! Que de casamenteiro não tem nada. Agora é a vez do cupido, gorducho com asas.
De joelhos ela começa uma prece:  - Eu te peço cupido se você poder me ouvir, deixe sua flecha fluir até o coração do meu amado, que sua flecha voe ate o seu coração e o faça bater por mim.
Com os lábios contraídos ela continua.
_Ola...  eu não estou querendo te incomodar nem nada, mas antes que fique irritado, digo que só estou lhe pedido porque estou aflita,  meu coração está em perigo de perder toda e qualquer felicidade! Pois amo um cara que nem sabe que eu existo.
Ela levanta e dá um pulinho, e recita de vagarinho, com uma voz sedutora
-Mais acho que isso você pode resolver, faça ele me notar faça, ele me amar.
Ela olha para cima como se esperasse um milagre, como se achasse que seu amado viria de Sedex do além, e cairia em seu colo. Começa então a bater o pé no chão impaciente.
- Ô cupido eu estou te chamando! Você está me ouvindo te chamar?
Sem resposta mais uma vez ela se joga na cama, pega a revista  e retoma a leitura, ela olha de novo o anuncio rosa sobre o cupido, e solta um pequeno gemido, e ai então percebe que abaixo das letras garrafais rosas, está também em letras menores rosa a continuação, "...isso mesmo garota, aposte no Cupido, pai Cupido trás o amor em três dias na palma da sua mão!"
Ela pega a bolsa roxa e sai correndo porta fora, deixando a revista no chão. E bem no final do anuncio em letras miúdas podíamos ler: "em caso de coração partido, não lhe devolvemos o dinheiro não!"

INGRID CARVALHO
6

BANHO



Comecei a pensar enquanto passava shampoo no cabelo, que eu não deveria me perturbar pensado em caras idiotas. Afinal eu deveria ser minha melhor amiga! Mais acho que vou cair nesta de novo.
As bolhas em meu cabelo foram se formando e arrastando com elas mais pensamentos, no final das contas eu não sabia porque me estresso com este homem, há tantas coisas melhores para se fazer. Talvez seja por que quando ele se vai o sol também vai embora, ele leva com ele meus dias e minhas noites.
A água quente agora corre pelo meu rosto, engoli um pouco, e enquanto tossia meus olhos se encheram de água, do mesmo jeito que ele os deixou quando nos brigamos.
Eu gostaria de dizer que não me arrependo e que não há dividas emocionais entre nós, mas quando nós despedimos o sol se pôs, e uma sombra ficou sobre minha cabeça.
Não sei como pude me apegar tanto, no final das contas a responsabilidade é toda minha, ele não me deve nada.
Mas sabe de uma coisa já sou bem crescidinha, e minhas lágrimas vão secar sozinhas. 
Alguém bate na porta do banheiro pedindo para que eu saia,  mais quer saber de uma coisa, dane-se! não tirei nem as bolhas do cabelo.
-Em uma perspectiva bem verdadeira, vou ficar aqui até meu cabelo cair ou até  o meu  sol voltar.
Peguei meu condicionador rosa com cheiro de chiclete, e ele desanuviou minha mente, e está  na hora de declarar:
- O nosso romance acabou!

INGRID CARVALHO
7

JOÃO E MARIA


Havia dias que eu não tinha motivos para sorrir, minha vida se transformou em algo que beirava a morte. Era uma dor de chamuscar a pele,  de doer os ossos. Eu já não andava mais era prisioneiro de minha própria cama. Enquanto remoía meus amargores, uma menina muito de mim conhecida de face rosada entrou pela porta, minha vizinha, Maria. 
Vestido de chita, cabelo em trancas, boca vermelha sem precisar sequer de baton, assim era Maria.
Logo minha inveterável amiga de roubos de mangas do quintal de seu Elias, deitou-se do meu lado na cama. Ela assoviava, baixinho.
Então de súbito me disse: -Vamos brincar! disse ela virando o rosto e olhando em meus olhos.
Eu perguntei: - De que Maria, não posso me levantar, não posso sair da cama ?
Ela respondeu: -De sorrir João! disse ela cinicamente para mim, com olhos meio abobalhados.
Eu lhe questionei grosseiramente: - Que brincadeira é essa de sorrir Maria?
Ela respondeu -Você sorrir, e digo Iiiiiiiii. Disse-me rindo com a rima boba que havia feito.
Eu lhe disse que aquela brincadeira não tinha graça e Maria me encarou de maneira pensativa, com aqueles olhos verdes folha, que me provoca sorrisos tolos e borboletas no estômago.
Ela então pegou minha mão.
- João então vamos brincar de chorar!
- Não Maria, já chorei tanto que não tenho lágrimas para te dar.
Ela largou minha mão e ficou calada. Eu não sabendo lidar com o silêncio de Maria resolvi fazer-lhe a vontade.
- Está bem Maria vamos brincar de chorar, como que é esta brincadeira?
Ela com um sorriso travesso no rosto me respondeu: - Você vai chorar e eu vou dizer Aaaaaaaa! Ela ria abafado, o que me provocou ira.
Lhe gritei em desespero: - Pare de rimar com minha desgraça, nem boa nisso você é! 
Ela baixou a cabeça pude ver o lençol ficar úmido  com suas lágrimas, eu a fizera chorar, fiz a menina mais linda com vestido de chita e tranças no cabelo chorar, a doença devia está me transformando em monstro, quem faz meninas de olhos verdes e bochechas rosadas  chorar, só poderia ser eu o monstro João!
- Maria. chamei baixinho. - Se ainda quizer podemos brincar, escolha uma brincadeira qualquer e eu não reclamarei, se quizer  pode continuar a rimar, doque quer brincar?
Maria levantou o rosto, ainda lavado pelas lágrimas, assoviou outra vez baixinho e me respondeu: - Vamos brincar de inclinar!
- Não Maria, isso não dá, esqueceu não posso me levantar da cama, disso não dá para brincar!
- Você disse de qualquer coisa. Disse ela com a voz embargada.
Eu não poderia vê-la chorar novamente.
- Tudo bem Maria vou tentar, como você quer brincar?
Ela se aproximou de mim na cama bem devagar, limpou as lágrimas, assobio baixinho novamente, então ela sussurrou  
-A brincadeira é assim João , eu vou me inclinar, disse ela aproximando o  seu rosto do meu  - E você vai me beijar.
E eu lhe respondi...
- É pra já.
INGRID CARVALHO
4

AMY

Sabe hoje sentada na sala de espera do hospital, fiquei olhando para o filtro de água, e enquanto as pessoas iam lá e bebiam eu pensava em todas as coisas que você poderia está fazendo, fiquei lá sentada ouvindo só sua voz ao fundo tão clara vindo da tv na sala de espera, escutando sua voz pintei um quadro em minha mente, não era nem um Picasso mais até  dava pro gasto.
Agora que cheguei em casa, a minha cabeça está toda bagunçada, e eu sinto falto do seu cabelo armado, e da maneira com a qual você gostava de se vestir.
Por que você não aparece, para de me fazer de boba, por que você não aparece Amy?
Será que você foi para prisão, ou vendeu a sua casa?
Só espero que você tenha achado ai neste lugar, alguém que vá concertar as coisa pra você.



Texto inspirado na música Valerie, interpretada por Amy Winehouse- Em tributo a uma das vozes mais fantásticas que tive o prazer de ouvir.

PS: A música da semana não podia deixar de ser Valerie é claro, dá uma escutadinha na voz incrível desta diva.
2

Mulheres


O que é ser mulher hoje?
Será que o tipo de mulher atual é aquela que se ama acima de tudo e todos, que trabalha por que acha que o trabalho é uma forma de dignifica-lá, que é independente financeiramente e sentimentalmente dos outros, que é corajosa, destemida, confidente, companheira e amante?
Não, digo que não é apenas disso que a mulher é formada em nosso tempo. A mulher de que falo é aquela tem crises de ciúmes súbitas, que a fazem ficar literalmente confusa, mas que quando assume de volta seu controle, mostra não ter vergonha nenhuma de seus sentimentos.
Ela é aquela que mesmo em seus piores dias de cabelos embaraçados e unhas roídas consegue estar linda.
Posso concluir por tanto que este tipo de mulher, fala o que pensa, doa a quem doer, mesmo que lhe pesam para ser mais falsa e boba, por que ela sabe que por piores que suas palavras sejam elas vinheram de seu coração e são verdades que não devem ser caladas por educação ou hipocrisia.
Mas está mulher como outras de todas as épocas tem defeitos, ela não aceita ser dependente de niguem nem quando precisa. Ela senti medo, medo de ficar sozinha, e senti ainda mais vergonha de disser que não quer que você o homem sem noção por quem ela se apaixonou vá embora, por que ela não quer ficar só, ela vergonhasamente não consegue ficar mais longe de você.
Pois bem se um dia sua noiva, mulher ou namorada lhe disser que esta chorando de saudade de você, por saber que não o terá ao lado no outro dia, não a chame de mentirosa só por que ela nunca demonstrou ser frágil ou dependente de você, simplesmente abrace-a e diga que também sentira saudade. Por que talvez naquele momento ela está sim frágil e dependente de você, quando ela lhe disser algo ouça o que ela diz e não o que você quer ouvir.
Cada dia é um novo dia, cada sentimento é diferente do outro, e pode ser que está mulher queira somente que você entenda isso, sem tantas perguntas e dramas, deixando ela chorar em seus ombros sem questioná-la, apenas sendo para ela aquele homem que lhe passe segurança e lhe diga que tudo irá dar certo, sem se por como centro das atenções e das discussões, sendo para ela o homem que ela sempre sonhou, o homem de sua vida.
INGRID CARVALHO
3

UIVOS


A noite quando o meu  quarto é iluminado pelas estrelas eu converso com a Lua, e enquanto ela  me interroga eu só penso em uma coisa: que você está lá fora, em um lugar bem distante.
Todos os meus vizinhos já devem pensar que é loucura, mas eles não entendem, você pode ser tudo o que tenho.
A noite quando as estrelas brilham ainda mais e refletem nos espelhos do meu quarto, eu me sinto só, é neste momento que olho para Lua tentando nela encontrar seu rosto. Será que você pode me ouvir te chamando, por que todas as noites eu estou lá falando com a Lua, na esperança de ouvir você.
A pesar de todos dizerem que isso é loucura, também sei que sou o assunto do momento, eles pensam que eu não os ouço dizendo que eu uivo pra Lua ,mas não é esse tipo de fama que eu quero, nem sei se é fama o que eu procuro, eu só estou a procurando você.
Por que eu sei que talvez quando o Sol se pôr eu possa te encontrar através da luz da Lua.
Mas sabe de uma coisa estou começando a achar que tolice, ficar aqui conversando com a lua, sem nenhuma resposta.
Porém eu tenho apenas uma esperança na luz prateada da Lua, que você esteja em algum lugar bem longe e que um dia eu vá te encontrar. Até lá  continuarei a conversar com a Lua e se preciso for eu uivarei só pra te ter ao meu lado.
Sabe a noite quando as estrelas iluminam o meu quarto, eu converso com a Lua, pois quando falo com ela estou tentando chegar a você.
Não desistirei nunca, não enquanto ainda houver Lua.

INGRID CARVALHO
1

PRAZERES


Vou lhes falar nesta dialética tola, entre piscar de olhos e mordidas na boca, dos meus prazeres e coisas bobas.

Tenho prazer... em amar e ser amada, de tocar e ser tocada, de beijar e ser beijada.
Em deitar no sofá ao domingo, me espreguiçar e fazer beicinho só para ganhar um pequeno sorrisinho.
E ainda no sofá acompanhar golaços do meu time, e fazer meninices só pra chatear.

Tenho prazer... em tomar apertos na bochecha, mesmo que reclame até que me deleita aquele suave beliscar.
Tenho prazer... em  ser feliz, em cantar e ser cantada em verso e prosa pelo ser amado.
Em perfumes, todos aquelas notas e acordes que compõe um cheiro único, algo inimaginado.
Também preso assistir filmes no frio bem agarradinha, bem abraçadinha ,tudo muito dinha.

Tenho prazer... em dormir no escuro, com uma rosa na mão, e depois coloca-la de baixo do meu travesseiro para que me traga sonhos bons, junto a um cartão perfumado, um lindo regalo que não largo de mão.

Tenho prazer... na chuva, no cheiro que vem com a chuva e no sol que vem depois da chuva.
Tenho prazer ... em deixar rolar... deixar a vida rolar e se desenrolar.
Tenho prazer... em viver!


INGRID CARVALHO
1

DO JEITO QUE VOCÊ É.


Os seus olhos, os seus olhos me fazem esquecer do brilho das estrelas.
O seu sorriso, o seu sorriso ilumina minha noite.
Eu sei, eu sei que quando eu lhe disser você não acreditará.
É tão triste, tão triste saber que você não leva a sério o que eu lhe digo.
Mas se um dia  me perguntar o que eu sinto quando estou com  você, eu lhe diria que toda vez que olho em seu rosto é um momento incrível, quando você sorri, aquele sorriso torto para mim o mundo para, e eu ficaria ali o dia e a noite ouvindo a sua risada.
 E os seus lábios, os seus lábios eu poderia beijá-los por toda minha vida.
E não há nada que eu mudaria, por que garoto...eu te amo exatamente do jeito que você é.

INGRID CARVALHO
2

FOGO DE ARTIFÍCIO


Você já se sentiu como uma folha ao vento, querendo recomeçar e fazer tudo de novo?
Você já se sentiu com folha de papel bem fina, ou como um castelo de cartas que ao sabor do vento se finda e se acaba?
Você já se sentiu enterrado a sete palmos no chão, gritando com todas as suas forças, e sentindo que ninguém irá ouvi-lo?
Porém, eu sei que ainda não acabou, por que eu ainda tenho aquele fogo, aquela faísca, então eu a acenderei e a deixarei brilhar, deixarei minhas cores explodirem, como lindo fogo de artificio que cruza o céu, e mais brilhantes que a Lua elas ficarão.
Se eu soubesse o que o futuro me aguarda esperaria um belo arco-íris, e você estaria lá como meu pote de ouro bem lá no final, e como um relâmpago o meu coração irá brilhar, e quando chegar a hora você saberá o quanto eu ainda posso te amar.

INGRID CARVALHO
0

SINA

Acordei, hoje de manhã com uma música na cabeça.
Ela me veio de repente. E não consegui para de cantar. Antiga, linda e inspiradora.
E uma forma de falar que eu te amo! Que você é minha SINA.


Sina 

Djavan

Pai e mãe, ouro de mina
Coração, desejo e sina
Tudo mais, pura rotina, jazz
Tocarei seu nome prá poder falar de amor
Minha princesa,( no meu caso meu principe rsrsr) art-nouveau
Da natureza, tudo o mais
Pura beleza, jazz
A luz de um grande prazer é irremediável neon
Quando o grito do prazer açoitar o ar, reveillon
O luar, estrela do mar
O sol e o dom, quiçá, um dia a fúria
Desse front virá lapidar
O sonho até gerar o som
Como querer caetanear o que há de bom.

Ps: você está ouvindo ela agora no blog, e sim este post é pra você que eu amo mais que HALLS de morango creme.

2

RELÓGIO


Acorde!
Tome banho, escove os dentes, tome café. E vá trabalhar!
Acorde! Está na hora de você despertar. Nem mais um minuto perdido, tudo extremamente calculado, durma seis horas por dia trabalhe as outras dezoito, afinal o que você tem de melhor para fazer!
Quer tempo? atrase o relógio quem sabe ele colabora com você! Mais devo te avisar milagres como eesse nunca vi, então é melhor despertar.
O relógio não para, levante rápido, ponha o feijão no fogo, e começe tudo de novo. 
Novo o que há de novo neste dia, tudo sempre repetido, tudo sempre igual, a sua vida é tão banal. 
Durma sonhe mais, espreguiçe, boceje, seja por um dia uma tartaruga, das mais vagarosas, viva tudo a cada minuto, não se preocupe com as horas. 
Ande de mãos dadas por alguns momentos, dê beijos longos e demorados, nada de estalinhos rápidos, por que o tempo no outro dia voltará a correr, e você voltará a correr com ele, por isso desacelere, corra menos ,
40 por hora é seu limite, deixe os 80 de lado e o 120 mais longe ainda.
Abrace e sinta o coração dele ou dela batendo, devagar ou bem rápido de acordo com os compassos de seus apertos.
E saiba de uma coisa, e leve pra sempre contigo, a  vida é uma grande peça de teatro, da qual você deve ser o protagonista então...
VIVA..

INGRID CARVALHO
2

SESSÃO MELISSEIRAS: BAZAR MELISSA


Uma grande oportunidade de comprar melissas saidas da caixa com desconto é o Bazar Melissa! Tenho amigas que compram Melissas só pelo Bazar, claro logo ápos de ter comprado todas as novidades!
Basta se cadastrar na lojaMelissa.com e comprar. http://www.lojamelissa.com.br/
Mais façam o cálculo do frete pra ver se o desconto vale apena mesmo. As única desvantagens do Bazar é a maioria das ofertas ter o número dos pés em torno de 37 à 40, e que as cores nem sempre são as que nós melisseiras de platão queremos. Por isso a de se ter sorte, porque as vezes, mais só as vezes aparecem um 33/34 um 35 e com cores e modelos lindos, essa semana apareceu  uma Vivienne Westwood Anglomania + Melissa Croco Mary Jane  por 132,90 , sendo que seu preço normal é de 189,90. Sem falar que tinha para todos os pés, pena qua acabou rápido e agora só tem números grandes! Temos lindas Kalis a disposição no Bazar ainda, espero que muitas melisseiras possam aproveitar. Fica então a dica. beijinhos
0

10 eus!



Depois da aula ela estava no seu colo, era tão quente. Ficou lá entre beijos e abraços quando de repente uma umidade desconhecida lhe apareceu nos olhos, sem aviso a tomou, não conseguia parar era tão difícil não chorar. Cada lágrima um sentimento diferente, ela se tornou 10 eus diferentes a cada minuto, a cada instante querendo algo que nem ela sabia explicar.
A primeira só queria chorar. Por que eu não conseguiria explicar para ele o motivo do choro, que me tomou tão de repente, eu quero tanto, quero tanto apenas não chorar .
A segunda queria brigar. Ele estava tão imóvel, é de arrasar. A culpa tem  que ser dele, afinal eu estava tão feliz a uns minutos atrás.
A terceira queria rezar. Afinal  oque há comigo? será que estou sendo possuída, ou é algum tipo de encanto. Deve ser a falta de igreja, pai nosso que estais no céu...
A quarta queria se desesperar. Eu não consigo achar o motivo do choro, quero que isso termine, que cesse. Eu estou ficando louca.
A quinta queria beijar. Talvez isso faça o pranto parar, então de vez enquando eu vou lhe dar uns beijos é tão gostoso, quero mais!
A sexta não sabia bem o que queria.Eu quero tudo!
A sétima queria estapiar. Aff que pasmaceira, tô afim de movimento, e eu aqui chorando, e ele aqui do lado sem fazer nada, ele merece uns tapas.
A oitava queria rir, mais as lágrimas não a deixava sair. Fica alegre, anda fica alegre, ai que saco fica alegre , anda! Tá me ouvindo?! Snif snif Ele te faz tão feliz por que não consegue dar um sorriso.
A nova queria a cama mais próxima. Ele está tão quentinho, quero sentir isso mais de perto, com menos roupa e um pouquinho mais de ação, e sem tanto dramalhão!Eu quero ele agora!
A décima que era ela de fato só queria ficar ali, e calada se acalmar. Calem a boca vocês todas, será que eu sou a única aki que pensa, de fato eu não sei o que está acontecendo, mais de fato acho que é melhor ficar quieta, você garota da cama e garota do beijo, sosseguem o faixo, e vocês brigona e estapiadora nesta hora não tem graça , garota do riso com você converso mais tarde, sei que riremos de tudo isso, meninha do choro incontido acalme-se,e vocês garotas do desespero e da reza, não vai adiantar nada disso então fiquemos quietas.
Ela dava ordens a si mesma. Mais não conseguia era 10 em uma.
Quando a noite parecia ter acabado e quando ele ia embora, ela então abriu a porta e a nona e a quinta lhe tomarão as faces, ela o queria mais perto, o queria naquela hora, era tão quente e tão urgente. Foi quando a décima gritou em seu peito pare! e a chorona quis voltar a sua face. 
Então ela o largou ,e um boa noite lhe saiu dos lábios, e todas as sua facetas se foram como mágica e só ficou a décima a achar graça da décima primeira personalidade que percebeu está bem alojada e quase despercebia, o seu nome.. TPM.

INGRID CARVALHO
0

MEU DIÁRIO

DIÁRIO ATUALIZADO: MINHA MÃE  .
0

NOVO




O blog mais uma vez mudou mais agora é definitivo!!
Afinal o novo layout arrasa rsrsrsr!!
Mais não é só isso o foco do blog também vai mudar *_*


Não será um blog apenas de textos feitos por mim!! Contara também com minhas dicas de livros, lembrando que Resenhas só posto no livros e feitiços, blog cujo qual sou uma das postadoras. E um monte de coisas que ainda Não pensei!!
AHHHHHHH as páginas serão atualizadas semanalmente, tanto o DIÁRIO, como  a página dedicada ao LIVROS E FEITIÇOS!!

ESPERO QUE O BLOG CONTINUE AGRADANDO A TODOS!
2

Brianstorm

Acordei nesta manhã com uma música na cabeça, algo irritante.
Simplesmente não conseguia parar de pensar nela e de ouvi-lá . Então divido minha obcessão do dia com vocês.

O que há de mais na música? Não sei ! Talvez alguns guifes de guitarra de tirar o fôlego e uma bateria de destruir corações.
E uma letras que contem essa frase: Alguns querem beijar alguns querem lhe chutar!

 
 INGRID CARVALHO
0

ELA



Olhe o rosto dela, que lindo rosto ela tem. Você pode ver, com certeza pode ver, ela é uma garota linda. Tudo ao seu redor é luz e prata, todos sabem disso, ela é linda. E para piorar a situação ela me matem na palma da mão.
Eu posso atravessar o mundo e ainda sim ela será a garota mais linda que já vi. Ela preenche cada esquina, cada rua, cada estrada, como se fosse feita em preto e branco ela é pura arte, a Lua lhe sorri, ela é uma rainha, a mais bela que já vi. 
Ela te faz ficar atento quando você estava pensando em nada, pois não existe nada, nada, além dela, e se você ainda não sabe vai descobrir que ela gosta de te deixar pensando em uma palavra, uma palavra que só você sabe, só você sente.
Ela pode não ser a mais alta, mais neste momento  ela está olhando para mim, meu Deus ela está olhando para mim! Eu posso ver seus olhos me olhando enquanto finge ler uma revista, o seu olhar queima, é só isso que posso dizer, por que agora estou suando sem controle, o que há comigo?. Ela volta a olhar a revista,com um pequeno sorriso nos lábios. E neste momento ela me faz perceber o quanto eu poderia ser forte, o suficiente, para merecer um outro olhar seu. Por que ela tem a força para ser, para ver, para dar, para ser o que quiser.
Eu me pergunto: por que diabos isso significa tanto pra mim?

INGRID CARVALHO
0

Diário

DIÁRIO ATUALIZADO: DOMINDO... ;P
0

SUSURRO



Ouço distante um sussurro, ele atravessa as folhas  verdes de meu jardim, e então estremece ao sabor do vento, que sopra tão suavemente o teu nome dentro do meu peito.
Ouço também o badalar dos sinos da igreja, são oito badaladas precisas, e a cada badalada vem precedida de um gemido. Deixo me embalar naquele ressoar do badalar, dos gemidos, dos gritos dos meninos na rua , na música do meu vizinho, onde o tempo não é mais tempo, onde a vida não é mais vida, e os meus sonhos não são somente sonhos, viraram destino. Sinto no meu corpo um burburinho, algo quente e ao mesmo tempo frio que me percorre do calcanhar ao ouvido. A magia desse momento me abraça de forma aconchegante, a vida me sopra os pulmões, o coração bombeia paixões, e a boca arde apenas arde e então de súbito congela.
O sussurro então retorna e continua a falar de ti, e me afaga docemente a face, de forma a me fazer sentir pequenos arrepios que minha alma arredia transforma em suspiros. O teu nome em sussurro é dito pelo vento com um tom de saudade, eu então murmuro teu nome para espantar qualquer sombra de tristeza. A perto as mãos, massageio os nós dos dedos, olho pra lua e lhe sussurro segredos e as ultimas lágrimas que carrego dos meus sonhos. Escondo-me dos meus medos, medos que me roubam o sorriso, da menina sapeca que ainda sou, do anjo que nunca fui, o medo de quem ama, dilacera e arranha, então beije meus lábios, meus olhos, meus sonhos e entre outro sussurro direi que te amo.
INGRID CARVALHO

4

TEXTO DE QUATRO MESES ATRASADO.




A menina sentou na cama, começou a escrever em seu diário como fazia todos os dias. Ele era seu confidente seu melhor amigo, ele não falava por isso era tão querido, o seus segredos inconfessáveis nele ela escondia, o lugar secreto deste diário nem à ela própria repetia.
A menina beijava o diário e então o escondia numa parte de seu quarto que não via a luz do dia,  seu coração batia irregular, podia se ouvir da esquina, aquele coração a palpitar.
Ela gostava dele daquele garoto inexplicávelmente gostável era tão simples, ele também gostava dela mais perfeito ainda. Quando estavam juntos o tempo corria era tão pouco para tudo que queriam. Ela se lembrava as vezes dele a noite, suspirava baixinho e então dormia. Ela as vezes se perguntava por que gostava dele, ela não sabia, era apenas um fato consumado e inexplicável, ela sabia.  Ele a olhava nos olhos e ela derretia. Ela gostava dele era tudo que ela sabia, os detalhes, os apegos o amor ela queria deixar pra outro dia. Ela queria brincar, apenas brincar de amar, pois ela nunca amava ninguém apenas fingia que amava só pra ver como seria amar de verdade. Então em uma sexta feira ela resolveu começar a brincadeira,ele seguro seu rosto que já estava quente , ela odiava o hábito do seu corpo esquentar momentâneamente, o primeiro beijo, foi diferente ela gostou mais do que costumava se permitir gostar.
Mais  a brincadeira fugiu de seu controle,  ela viu tudo se misturar, ela não sabia, apesar de sempre dizer que mesmo não sabendo de fato ela sempre sabia.
Ela não queria namoro era horrível  só de pensar.
Porem a menina que se perfumava antes de dormir sabia que mesmo que ela falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. E que sem amor ela nada seria.
A menina de língua afiada, simplesmente, não sabia. Então um dia ela lhe disse: que seja eterno em quanto dure. Mas a menina queria dizer te amo, mais engoliu tudo no seu peito. Pois dentro dos seus planos não cabiam amar e enquanto ela não falasse essa frase ou a proferisse sem sentir tudo continuaria dentro do previsto, mais ela não contava com uma coisa ele e de fato ela mesma .
Então após tudo isso ela veio aqui escreveu esse texto para seus quatro meses de namoro, e pensou o que estou fazendo? mais mesmo assim continuou escrevendo, postou  esse texto e foi sentir o vento mais antes escreveu: EU TE AMO.
2

DIÁRIO

DIÁRIO ATUALIZADO: CHUCHU E BRÓCOLIS
0

SORVETE

Está tão quente, a àgua já não me alivia, quero sorvete!
Mais você sabe do que é feito o sorvete?
Pra quem não sabe vou dizer, preste atenção nos meus versos, pois são de sabores diversos. Poema com flocos e cobertura de chocolate, e pode ser que depois desse debate, eu coma um delicioso sorvete de pistache.
Sorvete é feito de muita pureza, sabor e delicadeza, que alivia e alimenta, como um céu de pequenas estrelas.
O sorvete esfria o que está quente, e deixa toda a gente sorridente, e não há quem não fique contente seja adulto criança ou adolescente. Em bolinha em espiral ou num palito, sorvete é sempre bem vindo.
Tem casquinha, cascão, picolé, sorvetão, amor e paixão que  se encontram no verão. Lambuzem as bocas, chupem os dedos, sorvete é pra isso mesmo não há por que ter respeito. 
E nessa prossa ritmada me lembrei do pistache, e também do de chocolate, da calda cremosa, dessa coisa gostosa que derrete na boca e que de repente vai embora.

 INGRID CARVALHO


3

PAIXÃO

Me negas um beijo, em resposta lhe dou cem.
Teus lábios mentem contradizem teu olhar, um olhar tão profundo que me põe a pensar se teus lábios mentem ou se estou a me enganar.
Porém meus olhos sentem o teu corpo inflamar, porém a tua boca insiste em me  negar, mas teu coração desmente batendo irregular.
Mesmo assim prossigo, apesar de teus nãos, pois sei ler teu olhar com enorme precisão, olhar tão quente quanto a mais tenra noite de verão.
Mais que teu olhar sei escutar o seu coração, diz coisas que sua boca nega em vão. Escuto com primazia o silêncio do teu coração, pois são todos teus os meus versos que escrevo com paixão.
Nos meus lábios à o paladar do vinho, escrevo com mais emoção.
Quando olhar nos teus olhos está noite me verei neles como num espelho, verei também tua alma a lerei de frente verso. E no teu silêncio ouvirei o que sentes.

INGRID CARVALHO
0

SOLUÇO

Era noite, o sino da igreja já não batia. 
Acordei sobressaltada com um soluço que me invadia. Afoguei minha garganta em água para acabar com aquela agonia, mais não parava nem pausava, eu apenas gemia.
Olhei pela vidraça da janela e um olhar firme me seguia, seu olho era amarelo,ele simplesmente reluzia. Suas penas extremamente brancas, coisa rara e macia. 
Solucei alto, a coruja piou, moveu a cabeça e me olhou. Eu lhe encarei de volta o que ela queria, eu não era o Harry Potter muito menos sabia magia.
Suas assas se abriram longas e luxuosas, ela se atiro contra o parapeito da janela, respirei fundo, ela arranhava o vidro, um barulho brutal que esmagavam meu ouvido, era gutural. Não sabia explicar seu comportamento anormal, foi quando vi do meu lado do vidro um outro animal, entre soluços gritei era um rato afinal.
A coruja se debatia mais não encontrava o sucesso fatal. Ela então piou baixinho e voltou a sua posição inicial.
Já não soluçava mais o susto o levou embora.
Eu versos o rato não existia fui embora, o sofá não era macio mais me servia por hora. Quando raiou o dia olhei  pela janela e vi um rato perto de uma coruja morta em meu jardim.  Ele lambia as patas, a coisa mais horrível que já vi.
Meu pai entrou e falou : Acredita! Atropelei uma coruja no jardim!
Eu respondi entre um soluço: Acredito sim!

INGRID CARVALHO
2

VENTO

O vento acaricia meu cabelo, suave ele desliza. O meu cabelo tem cheiros de rosas, o vento passa pelo meu rosto, um tormento! Nos meus olhos entram poeira eu lacrimejo.
O vento ondula minha blusa, provocando pequenas ondas, em vez de me aliviar do calor o vento queima e incendeia, abusa, pois é um vento de verão e nele só há paixão.
Ele comprime meu corpo contra a parede, não me movo estou contente, pois é um vento de outono, mais brando, suave mais de forma selvagem me lembra das folhas que caem , secas e que sem vida não voltam mais. Ele comprime meu quadril lembrando que o tempo não volta atrás.
O vento então me sopra a boca, me deixa de pernas bambas, é um vento de inverno coisa extremamente louca.Ele lambe meu rosto de forma fugaz, cortante e gelada  é a sensação que o vento trás.
O vento da primavera trás flores pra mim é calmo mais não menos denso diz tudo que quero ouvir. Ele é brisa e algo a mais. O vento que ventava já não venta mais e as borboletas continuam a voar mesmo sem ter vento a ventar. Pois o vento mesmo assim está lá.
INGRID CARVALHO
10

Selos!

O blog ganhou alguns selos! :) Muito obrigada a todos!

Agradecimentos pelos selos aos blogs:
Fatos e livros
Conscientemente inconsciente
Pensamentos Aleatórios

Do blog  Pensamentos Aleatórios de Juliana Alencar ganhei esse selo :
Quem receber esse selo deve falar um pouco do blog que lhe deu e indicar cinco.O blog pensamentos Aleatórios é um blog de textos autorais bem escritos e produzidos por  Juliana Alencar uma menina muito criativa e de sentimentos profundos!
Agradeço-lhe o selo fico muito feliz com sua gentileza!!

Indico pra esse selo :

Ganhei dos blogs Conscientemente Inconsciente e  Fatos e Livros o seguinte selo:


Agora eu devo indicar mais dez blogs e responder as outras coisinhas, e os blogs que eu indicar devem fazer o mesmo:
 Os indicados são: 
Questionário do selo:

 Conte um sonho que você tem:
Escrever um livro.

- Uma frase que te veio agora na cabeça:
" O amor é uma flor roxa que nasce no coração dos trouxas"

- Seu maior medo:
. Perder meus pais.

- Um livro que você leu e ficou sonhando:
.Rush Rush

- Seu (sua) melhor amigo:
.Regiane

-Uma música que te faz sonhar:
. Warderwall (oasis)

- Você tem um amuleto?qual é?
.Não

- Conte um sonho que você teve e ficou com medo:
. Um morte de gente morrendo das piores maneiras no meu sonho.
5

DESASTRADA


Dia quente, ela escorrega no batente da porta, ela cai como sempre, menina desastrada, por que não consegue ficar de pé?
Ela senta, espera, espera, espera mais um pouco, ninguém fala com ela, e quando falam é irrelevante, o seu descontentamento é gritante. Ela fica lá sentada sozinha repetindo as mesmas frases a todos, uma,duas, três vezes até perder a conta. Ela pensa nas possibilidades nas coisas que devia ter feito ou deixado de fazer, o seu descontentamento continua gritante.
Então ele chega senta-se a mesa a sua frente e lhe pergunta:
- Como foi o final de semana?
Ela responde: - Foi bom.
Ele:- Ainda vai continuar com ele?
Ela:- Vou.
- Ele não vai te fazer feliz! diz ele em tom de brincadeira.
- Ele vai me fazer feliz. Ele vai me fazer feliz.... por um tempo, triste, mais estou falando a verdade, tudo acaba  não é?
Ele: - é!
Eles voltam á seus afazeres monótonos o dia começa a acabar e a noite a chegar.
Antes de sair ela bate o joelho na mesa, menina desastrada não faz nada direito. Ela assobia baixinho a rua está cheia, a menina desastrada vai levar muito pisão no pé esquerdo.
4

FUNDAÇÃO.

É Sábado a noite, tudo está bem, excerto pelo fato de você está com aquele olhar.
Estou contado uma história qualquer, e você acha ela chata, logo pensa em algo pra dizer.
Então eu digo com aquela voz que você acha irritante: Oh que comentário inteligente querido!
Sempre achei que cinismo pouco é bobagem, se vamos ser cínicos que o façamos com maestria.
Mais no fundo estou tentando colar com a cola mais vagabunda as rachaduras dessa fundação. Eu sei que não é certo isopor não gruda com cola de papelão.
Toda vez que você está chateado eu sorrio, sei que deveria esquecer isso mas não consigo.
Você as vezes me diz que eu chupo muito limão, por ser tão amarga. E eu lhe respondo: Preferia ficar com seus amigos eles tiram o gosto amargo da minha boca.
Sim isso foi infantil, mas me dá arrepios te provocar.
Os meus dedos são as únicas coisas que seguram essa fundação, mais tudo está desmoronando em vão.
Eu sei que deveria esquecer mais não consigo, cola de papelão não serve para isopor e  não conserta corações.
INGRID CARVALHO

0

DIÁRIO

DIÁRIO ATUALIZADO:  EU ODEIO ISSO!
4

ROTINA

Raio o dia, ela tomou banhou escovou os dentes, tudo rotina. Na sua boca um sorriso fagueiro, me dava até agonia. Seu ritmo acelerado dia e noite, noite e dia. O café sempre amargo, torradas tostadas eram a sua alegria. Na mesa não nos olhavamos, eu encarava o prato, prato bonito era aquele que admirava com fervor, pois coragem me faltava, para olhar em sua direção. Ela sabia, eu sei que ela sabe, talvez já saiba a muito tempo da minha hipocrisia. Ela me olha de esgueira à muito e ao meu toque escapava. 
Ela levanta-se, me olha de relance e então se vai. Queria sair daquele martilho diário que se transformou minha vida queria que a flecha em meu coração desaparecesse e a culpa se esvaísse. Ela sabia, tenho certeza ela sabe. Passei o dia a pensar enquanto revisava os documentos: Ela sabia, ela sabia.
De noite ela deitava ao meu lado, nem um beijo na face ela me pedia.

Raio o dia, ele se espreguiçava, boceja, se levantava e ai começava seu dia. Na sua boca não havia sorriso, havia apenas uma veia pulsante em sua testa, me dava até agonia. Calmo sempre calmo naquele marasmo dia  e noite, noite e dia. Na mesa nosso olhos não se miravam, as bocas retraídas, toalha da mesa bonita era aquela que eu encarava  para não fitar seu rosto. Ele sabia, eu sei que ele sabe,talvez já saiba a muito tempo da minha hipocrisia. Não me olha nos olhos, e seu toque não é mais igual. Queria que esse sofrimento acabasse  que a flecha em meu coração desaparecesse e a culpa se esvaísse.Passei o dia a pensar: Ele sabe, ele sabe.
De noite ele deitava ao meu lado, e nem um beijo na face me dava.

Eles não sabiam.

INGRID CARVALHO
4

VIDRO

Eu andei pela rua, andei mais um pouco, parei, olhei , continuei a andar pela rua.
Na rua tinha gente, gente que andava descontente. Na rua de gente descontente vi  uma menina, face de porcelana manchada pelo róseo de suas bochechas, vestido vermelho de cetim coisa mais linda que já vi.
Ela pulava corda toda dona de si. Um, dois, três pulava assim. Quatro, cinco e seis continuava, depois voltava ao um, me perguntei por que ela não conta até dez, supus que não soubesse. Porém deixei pra lá.
Continuei a caminhar pela rua de gente descontente. Quando vi um caco de vidro, o homem a minha frente em vez de joga-lo no lixo o chutou para longe, sem sequer olhar na direção que o objeto fora. E sumiu por uma esquina.
Foi num relance, que o tudo aconteceu, o pneu do carro furou, o motorista não freio e o vestido vermelho ensanguentou.

Seis  o número de vezes que os pais lhe diziam te amo.
Seis  o número de irmãos que tinha.
Seis o número de cartinhas que havia escrito ao seu amado vizinho.
Seis o número de vezes que rezava o pai nosso antes de dormir.
Seis  os beijos que recebia ao acordar.
Seis  os minutos que pulou corda naquele dia.
Seis metros foi  a distância percorrida pelo caco de vidro.
Ela realmente não precisava contar a até dez.

Porém....

Dez foram os pedaços de vidro espatifado.
Dez vezes foi o número de minutos que seu coração parou.
Dez  foram as vezes que sua mãe rezou.
Dez foram os anjos que vinheram em seu favor.
Dez foram os dedos que fizeram seu coração pulsar.
Dez foram as lágrimas que nunca vinheram a se derramar.

INGRID CARVALHO.
10 FORAM OS MINUTOS QUE LEVEI PRODUZINDO ESSE TEXTO(rsrsrs).
7

HUMOR

Eu não sei o que estou escrevendo, ouço pios de coruja que atravessam a noite!
Estou expressando meus sentimentos, meus sentimentos mais ignorados, que moram bem lá no fundo de uma caixa de sapato. 
Então me esquece um minuto, por que está lendo meu texto se não gosta do que está registrado, se cada linha cada traço te causa grande embaraço.
Eu não quero nem saber, meu humor não é coisa pouca, é arredio, é fugaz é.... coisa louca.
A beleza não é fundamental, como diria Vinicius de Morais, mais a beleza está em tudo até no estante mais soturno. Porém na fraqueza nessa não há beleza, mas não é nada que me valha recitar, nesse momento falho onde nem tudo é válido, onde não cabe o traço do poeta mas as asas de um Arcanjo, que encha de encanto todo esse pranto.
Eu não causo alvoroço nem tumulto só algo simples mais não menos fosco, algo que vai além do profundo.
Porém não sou algo absurdo, me encaixo bem neste mundo, mesmo que as vezes falte uma peça que leve ao distúrbio.
Não liguem para meu humor sou fogo de palha, meu fogo chamado mal humor se acende com estupor ,mas logo se apaga, vira chama fina, vira gargalhada.

INGRID CARVALHO
4

DIÁRIO

DIÁRIO ATUALIZADO: CHÁ.
0

LUA

Era noite, não chovia mais. As nuvens cessarão seu pranto, e o céu abriu em encanto.
Vi então uma Lua mingua, fina, linha,  Lua em seu quarto minguante.
Olhei o pequeno ponto de luz perdido em meio o vazio das estrelas, já eram duas da manhã,o céu já não era tão negro.Ouvi um borbulhar leve como de uma taça de champagne em meio a luz fina produzida pela Lua. 
A Lua então saiu de sua imobilidade e de sua mudez para me perguntar:
-O amor está condicionado a sua cabeça?
Respondi: -Sempre achei que sim, sempre escolhi gostar de alguém ou desgostar, sempre foi assim. Porém agora gosto de alguém que desgostava que não se encaixa no meu perfil. Ainda vejo o Amor como algo sem lógica e prejudicial de certo ponto, mas fazer o que o amor está condicionado ao coração e não a cabeça, para nosso azar ou sorte sabe-se lá!
Ela perguntou novamente: -Então ele não se encaixa no perfil que você queria que ele se encaixasse?
Respondi: -Ele realmente não se encaixa no perfil que sonhei pra mim. Ele é ciumento, mandão, dominador, e dramático, o problema é que eu sou isso tudo e muito mais.Será uma briga atrás da outra se ficarmos juntos. Porém apesar dos meus surtos egocêntricos, e de meu humor volátil, faria ele se sentir especial para mim, de um jeito que nenhum outro foi.
Ela falou: - Abra seu coração parece que está apaixonada.
Eu disse então: -Eu não me apaixono! Dificilmente isso ocorrerá, preso pela razão, paixão é ausência de razão. Mais isso não me impede de gostar! Porém me questiono o que é razão?A razão pode ser qualquer coisa até paixão não é?
A Lua não respondeu apenas voltou a questionar: Ele sabe?
Respondi: Sabe! Mais talvez não entenda!
A Lua perguntou: E você entende?
Respondi: Não!
Os fogos ainda estouravam anunciando que um novo ano já havia começado quando a Lua calou-se, e o céu voltou a nublar e as nuvens a chorar.


INGRID CARVALHO,  
by perguntas de um formspring conhecido.
repondidas desta vez  por mim, 
e perguntadas por uma Lua curiosa. 
10